1 de fev de 2012

Fla sofre, mas bate Potosí e vai à fase de grupos da Libertadores

Com gols de Leo Moura e Ronaldinho, Rubro-Negro vence time boliviano por 2 a 0 e estreia dia 15 contra o Lanús, na Argentina

Não foi uma atuação brilhante, nem de encher os olhos. Mas o drible de Ronaldinho Gaúcho por entre as pernas de um zagueiro aos 46 minutos do segundo tempo e o segundo gol da vitória por 2 a 0 sobre o Real Potosí levantaram o Engenhão e a torcida do Flamengo, depois de muito sofrer, festejou a classificação à fase de grupos da Taça Libertadores. Léo Moura marcou o primeiro, na etapa inicial.
O Rubro-Negro avança agora para o Grupo 2 da competição sul-americana e se junta a Emelec-EQU, Olímpia-PAR e Lanús-ARG. Este último será o adversário da estreia no dia 15 de fevereiro na Argentina.
Ronaldinho comemora gol do Flamengo sobre o Real Potosi (Foto: Press 21/Tony Dias)Ronaldinho Gaúcho comemora com a torcida do Flamengo (Foto: Press 21/Tony Dias)



O primeiro tempo mostrou o Flamengo em cima do adversário o tempo todo, buscando o gol com insistência e desperdiçando muitas chances antes de abrir o marcador, aos 39 minutos, em cabeçada de Leo Moura, após cobrança de falta de Ronaldinho da direita. Antes de entrar, a bola desviou nas costas de um zagueiro do time boliviano e enganou o goleiro Lapczyk.
Antes, porém, o Rubro-Negro já havia criado ótimas chances de marcar, praticamente encurralando o adversário, que pouco aparecia no ataque. Aos 10, Deivid, que esteve ameaçado de não jogar por causa de uma ação na Justiça contra o Flamengo, se esticou todo na pequena área, mas não conseguiu alcançar cruzamento de Leo Moura da direita.
leonardo moura flamengo x potosi (Foto: AP)Leo Moura vibra, seguido por Welinton (Foto:AP)
O Flamengo continuou insistindo contra o paredão azul boliviano, com boas jogadas pelas pontas e chutes de longa distância. Como o de Renato, aos 31, que passou à esquerda da trave de Lapczyk. Logo depois, Bottinelli apareceu duas vezes: a primeira aos 32, após tabela muito bonita com Renato e chute à direita do goleiro do Potosí. Três minutos depois o meia argentino acertaria a trave esquerda de Lapczyk e  lamentaria muito a falta de sorte no lance.

Golaço de R10 sela a classificação
A segunda etapa foi bem diferente. O Flamengo perdeu a força ofensiva, e deu espaços para o Potosí ameaçar o gol defendido por Felipe. Mesmo assim, o time carioca conseguia alguns bons lances isolados, como um chute de longa distância desferido por Renato, aos 18 minutos. A melhor chance para a equipe boliviana surgiu aos 32, quando Jiménez subiu completamente livre na área e cabeceou a bola cruzada da direita por Brittes à esquerda de Felipe, que estático ficou só torcendo para ela sair.
Três minutos depois, em outro chute de fora da área, Luiz Antonio ameaçou o gol dos bolivianos. O time rubro-negro errava muitos passes no meio do campo, saídas de bola e ía dando chances ao Potosí avançar. Sorte do Flamengo que o time boliviano não é bom e é violento. Aos 33, Centurion foi expulso e facilitou a vida rubro-negra. Mesmo assim, o segundo gol só surgiu aos 46, num lindo lance de Ronaldinho, que driblou Jiménez com uma caneta e com calma e categoria colocou a bola no canto esquerdo de Lapczyk.
O Potosí ainda tentou buscar um gol para levar a decisão para as penalidades máximas, mas não conseguiu. Festa rubro-negra no Engenhão. Agora a torcida do Flamengo pode dizer que seu time está mesmo na Libertadores.
leonardo moura ronaldinho gaúcho flamengo x potosi (Foto: Tony Dias/Press 21)Leo Moura e Ronaldinho festejam a vitóia e a classificaçõ do Flamengo (Foto: Tony Dias/Press 21)

 

25 de jan de 2012

Amor por escrito: Fla anuncia Love

Com contrato até 2014, atacante comemora retorno ao time de seu coração: 'Vai ser muito bom vestir a camisa sem ter que ir embora seis meses depois'
O amor está no ar. E o casamento está reatado, de papel passado e com destaque no site oficial. Numa reunião  entre o presidente do CSKA, Yevgeny Giner, o vice de finanças do Flamengo, Michel Levy, o advogado Diogo Souza e o empresário Evandro Ferreira, Vagner Love assinou sua rescisão com o clube russo e foi anunciado oficialmente pelo  Flamengo, com contrato até dezembro de 2014. Além da proposta, o pedido do atacante foi determinante para o desfecho positivo da negociação nesta quarta-feira.
- Agora é em definitivo. Estou muito feliz, mas muito feliz mesmo em retornar para o clube do meu coração. Vai ser muito bom vestir a camisa sem ter que ir embora seis meses depois. Eu sempre recebi muito carinho da torcida do Flamengo. Compartilho minha alegria com eles agora. Agradeço muito a todos que mantiveram a esperança de que um dia eu voltaria ao clube, a todos que torceram por isso. Vou ficar por um período longo e quero vencer, vencer e vencer. Quero ganhar todos os títulos possíveis pelo clube - disse o atacante, em entrevista ao site oficial rubro-negro.
A data do fim da negociação foi marcante para o atacante.
- A minha alegria é ainda maior, pois hoje é o aniversário de 55 anos da minha mãe. Essa volta para o Flamengo e para o Brasil é o presente dela. Agradeço a todos que pensaram positivo para que tudo desse certo. Agora é só alegria. Agora é Mengão! - afirmou Love.

Site do Flamengo vibra com a contratação (Foto: Site Oficial do Flamengo)

Patrícia Amorim também comemorou muito o desfecho, com direito a um comentário que lembra a mágoa pela preferência de Thiago Neves pelo Fluminense.
- Sempre mostramos um carinho enorme pelo Vagner Love. Ele é rubro-negro e tem o perfil do jogador que queremos no Flamengo. É apaixonado pelo clube e vestirá o manto sagrado com muita propriedade. No Flamengo joga quem quer e ele sempre mostrou que queria. Estamos muito felizes com seu retorno e esperamos que a Nação comemore muitos gols dele - afirmou a presidente, também em entrevista ao site oficial do clube.
Rubro-negro de coração, Vagner Love terá sua segunda passagem pelo clube que defendeu em 2010, quando fez dupla com Adriano, no ataque que ficou conhecido como o Império do Amor.
Apesar de não ter conquistado títulos, Love caiu nas graças do torcedor. Em 29 jogos, o atacante marcou 23 gols.
No Flamengo joga quem quer e ele sempre mostrou que queria."
Patricia Amorim
A primeira tentativa do Flamengo, feita no dia 30 de dezembro de 2011, foi frustrada. O CSKA recusou a proposta inicial de R$ 14,5 milhões parcelados em cinco anos. Na época, o clube russo disse que a oferta era "totalmente inadequada". O Flamengo remanejou recursos da frustrada operação Thiago Neves e chegou a Moscou com uma oferta superior, de R$ 18 milhões. No entanto, teve de "esticar a corda" até atingir os € 10 milhões (R$ 22,8 milhões) pedidos pelos russos. O valor será parcelado em três anos. O empresário do atleta, Evandro Ferreira, também ajudou a captar dinheiro.
Michel Levy, vice de finanças do clube,  tomou as rédeas da negociação e tinha como questão de honra o acerto com Love. Antes da viagem, ele avisou na Gávea que só voltaria com o atacante embaixo do braço.
O presidente Yevgeny Giner diz que a vontade do jogador fez o clube fechar os olhos para ofertas europeias. O dirigente tem muito carinho por Love. Foi o jogador que conseguiu a reunião. Entre os argumentos, o atacante usou seu profissionalismo, gols e títulos durante os seis anos e meio que defendeu o clube.
Na última terça-feira, O CSKA aceitou a proposta rubro-negra, só restando a assinatura da rescisão, que foi selada nesta quarta, terceiro dia consecutivo de reuniões.
Ainda com tranças azuis, Love em breve deverá aparecer com novo visual. O cabelo e o coração do atacante combinam com o vermelho e preto.
E a torcida pode esperar muitos corações nas comemorações. Enfim, o casamento está retomado. E de papel passado.

20 de jan de 2012

Um texto pequeno sobre amizade

Um verdadeiro amigo é aquele que entra quando todos os demais se vão.
Um amigo é alguém que está contigo porque lhe precisas, ainda que lhe encantaria estar em outra parte.
Quando te dói olhar para atrás e te dá medo olhar adiante, mira para a esquerda ou a direita e ali estarei, a teu lado.
Muita gente entra e sai em tua vida ao longo dos anos. Mas só os verdadeiros amigos deixam impressões em seu coração

14 de jan de 2012

José Aldo nocauteia Chad Mendes, mantém cinturão e se joga na galera

Campeão peso-pena aplica joelhada sensacional, vence no UFC Rio a
apenas 1s do fim do primeiro round e comemora triunfo no meio da torcida
De maneira impressionante, o brasileiro José Aldo nocauteou o americano Chad Mendes na luta principal do UFC 142, no Rio de Janeiro, e manteve o cinturão peso-pena da organização. O campeão acertou uma joelhada incrível no oponente faltando apenas 1s para o fim do primeiro round e fez o público presente na Arena da Barra delirar. Logo após o triunfo, ele saiu correndo do octógono e se jogou na plateia, literalmente, para a alegria dos fãs.

Foi a vitória de número 21 na carreira do manauara. Ele aumentou sua invencibilidade para 14 lutas: a única derrota foi em 26 de novembro de 2005, quando foi finalizado por Luciano Azevedo, no Jungle Fight 5.
A luta: nocaute surpreendente
Os dois lutadores iniciaram o duelo mostrando mútuo respeito. Vez por outra, trocavam chutes nas pernas, mas nada significante. No fim do primeiro round, Mendes passou a tentar levar Aldo para o chão, mas o brasileiro se defendeu bem das tentativas de queda. Porém, quando ninguém esperava, Aldo acertou um poderosa joelhada na cabeça do rival, que já caiu nocauteado. O campeão ainda deu mais dois socos, mas o árbitro interrompeu o combate aos 4m59s, encerrando a invencibilidade de 11 lutas do americano.
- Obrigado a todos. Hoje vim com o espírito de dar a vitória para vocês. É sempre um prazer defender o cinturão, e aqui é minha casa, é onde eu me sinto muito bem - disse Aldo no microfone após a vitória.
Depois, como de costume, José Aldo exibiu a bandeira de uma torcida organizada do Flamengo, clube do qual é torcedor e que o patrocina, mas a rivalidade com o Vasco ficou só nisso. Chad Mendes, que havia cogitado levar a bandeira cruz-maltina ao octógono em caso de vitória, por influência de seu treinador, o vascaíno Fábio "Pateta", não teve a oportunidade de cumprir a promessa.